Cirurgia Revisional

Apesar da cirurgia bariátrica – por bypass ou Sleeve – ter altas taxas de sucesso, é muito importante que, antes de ser submetido ao procedimento, o paciente esteja ciente de que a mudança no estilo de vida deve ocorrer também. 

O médico cirurgião e especialista em cirurgia bariátrica, Dr. Guilherme Nahoum, explica que, mesmo aqueles pacientes que conseguem mudar seus hábitos realizando atividades físicas regularmente, juntamente com mudança na alimentação, podem ter resultados insatisfatórios quanto à redução de peso.

Ainda que não seja algo comum, isso acontece e o paciente deve estar ciente de tal risco. Assim, caso o paciente não se adapte aos novos hábitos ou, mesmo que se adapte, mas não tenha uma redução de peso considerável, é possível que se faça a uma nova cirurgia, ou seja, uma revisão cirúrgica, por isso o nome Cirurgia Revisional. 

Nessa revisão, por exemplo, pode ser corrigido algum tipo de problema que tenha feito com que seu paciente continuasse enfrentando grandes desafios para emagrecer. 

Além da recidiva ou não perda de peso satisfatória, outra indicação de Revisional é quando a cirurgia feita anteriormente está causando algum transtorno ao paciente, por exemplo o surgimento de Refluxo gastroesofágico após o Sleeve. Nesse caso, indicação a mudança de técnica, ou seja conversão para o Bypass, que melhora o refluxo. 

Mais uma vez, destaca-se a importância ainda maior nesses casos de Cirurgia revisional, da equipe multidisciplinar e mudança do estilo de vida. Visto que a principal causa de falha terapêutica da cirurgia bariátrica, é a não adesão e abandono do acompanhamento.

Compartilhe
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email
× Agendar Consulta!