Hérnias da Parede Abdominal

Hérnias abdominais consistem em uma abertura ou região mais frágil da parede abdominal através da qual ocorre uma movimentação do conteúdo abdominal em direção a um espaço aonde este não deveria se localizar. A hérnia de parede abdominal é uma condição bastante frequente, e o tratamento na maior parte dos casos é cirúrgico.

As hérnias da parede abdominal se resumem a basicamente quatro tipos: hérnia epigástrica, hérnia incisional, hérnia inguinal e hérnia umbilical. 

A hérnia epigástrica ocorre na linha média do abdome – região conhecida como Linha Alba – e é de característica congênita. No entanto, a causa exata para o seu aparecimento ainda não é bem definida, mas comumente está associada a grandes esforços físicos. Esse tipo de lesão tem prevalência de 10% e acomete principalmente homens entre 20 e 50 anos, explica o Dr. Guilherme Nahoum.

Já a hérnia incisional é decorrente de uma tensão excessiva e cicatrização não eficaz no local de uma cirurgia abdominal prévia. O procedimento cirúrgico faz com que a musculatura abdominal fique enfraquecida, favorecendo assim a migração de órgãos ou outras estruturas pelo local incisional. 

Por sua vez, a hérnia inguinal também tem fator congênito e se manifesta com a saída de material por um ponto mais fraco da região da virilha, mais precisamente onde fica o canal inguinal. É uma condição mais frequente no sexo masculino e tem como fatores de risco, além da predisposição genética, o uso de tabaco, doenças pulmonares obstrutivas, obstrução prostática e ocupação que exija muito esforço físico. 

Por fim, a hérnia umbilical é uma condição mais recorrente em crianças, embora possa afetar adultos, sendo nesse caso mais comum em mulheres. Assim como os outros tipos anteriormente discutidos, a hérnia umbilical se caracteriza pela passagem de tecido – podendo ser alguma parte de um órgão ou outras estruturas – pela cicatriz umbilical, região onde a musculatura tende a estar mais enfraquecida.

Em adultos essa condição geralmente está associada a muita pressão exercida na região, como nos casos de obesidade, gestações múltiplas, ascite e carregamento excessivo de peso.

Compartilhe
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email
× Agendar Consulta!